Taquicardia com QRS largo: TV ou TSV com aberrância?


Em diversas situações clínicas, pacientes são admitidos na emergência apresentando taquiarritmias com QRS largo. Na maioria das vezes, estaremos diante de uma taquicardia ventricular (80% dos casos). No entanto, um número razoável de pacientes manifestará a taquicardia supraventricular com aberrância que demanda um tratamento diferente. Lembrando que, em casos de instabilidade hemodinâmica, o tratamento será cardioversão elétrica.

Para diferenciar a taquicardia ventricular da taquicardia supraventricular com aberrância utilizamos os critérios de Brugada. A figura abaixo esquematiza os critérios. Quanto mais critérios utilizamos para o diagnóstico, menor a sensibilidade e especificidade do método.

BRUNO FERRAZ DE OLIVEIRA GOMES

Professor do Curso Plantão Médico

Professor Substituto de Cardiologia - UFRJ

Mestrando em Engenharia Biomédica - COPPE UFRJ

Título de Especialista em Cardiologia - SBC

Título de Especialista em Ecocardiografia - DIC SBC

Título de Especialista em Medicina Intensiva - AMIB

#eletrocardiograma #taquicardiaventricular #taquicardiasupraventricular #aberrância #Brugada

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
INSCREVERJÁ.png