Quando e como fazer a trombólise na embolia pulmonar


Foto: https://medical4free.com/2017/02/16/pulmonary-embolism-pe/

A embolia pulmonar é uma emergência cardiológica prevalente e com elevadas taxas de mortalidade. A identificação precoce do diagnóstico e a rápida intervenção terapêutica nos casos mais graves são fundamentais para evitar um desfecho desfavorável para nosso paciente.

Diversos estudos avaliaram quais seriam os pacientes com maior benefício quanto à trombólise. Não há dúvidas que o paciente com instabilidade hemodinâmica deve ser abordado com trombólise o mais rápido possível.

Pacientes estáveis hemodinamicamente porém com disfunção de ventrículo direito parecem ter algum grau de benefício, principalmente quando consideramos quanto à ocorrência de hipertensão pulmonar a longo prazo. No entanto, a maioria dos trabalhos não sugerem essa terapia para redução de mortalidade, sendo que esses casos devem ser considerados caso a caso. Nesses pacientes, podemos considerar o tratamento intervencionista (trombólise por cateter) onde utilizamos doses menores de fibrinolíticos, expondo nosso paciente à menor risco hemorrágico.

A figura abaixo resume bem quando e como fazer a trombólise na embolia pulmonar:

BRUNO FERRAZ DE OLIVEIRA GOMES

Professor do Curso Plantão Médico

Professor Substituto de Cardiologia - UFRJ

Mestrando em Engenharia Biomédica - COPPE UFRJ

Título de Especialista em Cardiologia - SBC

Título de Especialista em Ecocardiografia - DIC SBC

Título de Especialista em Medicina Intensiva - AMIB

#trombólise #emboliapulmonar #alteplase #tenecteplase #estreptoquinase

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
INSCREVERJÁ.png